sexta-feira, outubro 29

Cardeal Geraldo Majella anuncia a beatificação de irmã Dulce

O cardeal arcebispo de Salvador (BA), dom Geraldo Majella Agnelo anunciou, na manhã desta quarta-feira, 27, a beatificação da irmã Dulce. O pronunciamento foi feito na sede das Obras Sociais Irmã Dulce, em Salvador, e o cardeal informou que até o fim do ano será conhecida a data da cerimônia de beatificação.

Para ser considerada beata, foi necessária a comprovação da existência de um milagre atribuído a religiosa; fato que aconteceu esta semana em Roma. O processo ainda precisa ser assinado pelo papa para ser concluído.
De acordo com dom Geraldo, a religiosa é exemplo para os cristãos e a sua história de vida é o que justifica a beatificação e o processo de canonização. “Todo santo é um exemplo de Cristo, como foi o caso dela (Irmã Dulce); aquela dedicação diuturna durante toda a vida aos pobres e sofredores”.

Irmã Dulce é a primeira baiana a tornar-se beata e agora está a um passo da canonização. O título de santa só poderá ser conferido após a comprovação de mais dois milagres intercedidos pela religiosa e reconhecidos pelo Vaticano.
A causa da beatificação de Irmã Dulce foi iniciada em janeiro do ano 2000 pelo próprio dom Geraldo Majella. Desde junho de 2001, o processo tramita na Congregação para a Causa dos Santos no Vaticano.

Abertura do mês Missionário: " Missão é Partilha"

O fato do mês de outubro ser dedicado à missão, não se trata de nenhuma novidade. O novo com relação a questão é que, a partir de Aparecida, o espírito missionário tornou-se mais urgente e comprometedor em toda a Igreja.
É bom que todos os batizados se conscientizem que é missão de cada um ser evangelizado e evangelizador. Que todos sejam de fato discípulos missionários de Jesus Cristo.
A palavra chave do Documento de Aparecida é Missão. Se a Igreja no Brasil escutar os apelos da V Conferência de Aparecida, o mês missionário terá mais de 31 dias. Será traduzido em atitudes missionárias no decorrer de todo o ano.
Quando se fala em missão, o que não podemos ter, é a tentação de fazê-la de qualquer jeito e sem clareza de objetivos. “Ai de mim se não anunciar o Evangelho” (1Cor9,16).
A missão não é uma tarefa opcional, mas parte integrante da identidade cristã. Hoje podemos dizer que ninguém deve ficar fora do processo da missionariedade, pois não se trata de sujeitos da missão, mas de interlocutores: o evangelizador é também evangelizado.
É missão de cada dia, nos a abrir em direção ao coração da humanidade. A dimensão ad gentes da missão, deve estar sempre presente em toda ação missionária da Igreja. Por isso o Conselho Missionário Nacional, COMINA, leva aos senhores (as), a motivação para uma vivência missionária alegre e cheia de esperança neste mês das missões, lembrando o tema da campanha missionária: Missão e Partilha. Lema: “Ouvi o clamor do meu povo”; pois na partilha se faz comunhão. Vamos viver com alegria e entusiamo, compromisso e vibração este tempo da Graça de Deus no meio de sua Igreja, que é por natureza missionária.

Texto e foto: Pe. José Altevir da Silva, CSSp
secretário executivo do COMINA
assessor da Dimensão Missionária - CNBB

domingo, outubro 24

Uma mensagem de Mario Quintana para refletir

DEFICIÊNCIAS

Deficiente é aquele que não consegue modificar a vida, aceitando as
imposições de outras pessoas ou da sociedade em que vive, sem ter
consciência de que é dono do seu destino.
Louco é quem não procura ser feliz com o que possui
Cego é aquele que não vê seu próximo morrer de frio, de fome, de
miséria, e só tem olhos para seus míseros problemas e pequenas dores.
Surdo é aquele que não tem tempo de ouvir um desabafo de um amigo, ou
apelo de um irmão. Pois está sempre apressado para o trabalho e quere
garantir seus tostões no fim do mês.
Mudo é aquele que não consegue falar o que sente e se esconde por trás
da máscara da hipocrisia
Paralitico é quem não consegue andar na direção daquelas que precisam de
sua ajuda.
Diabético é quem não consegue ser doce
Anão é que não sabe deixar o amor crescer. E, finalmente, a pior das
deficiências é ser miserável, pois:
Miseráveis são todos que não conseguem falar com Deus.

Mário Quintana